Consultor diz na M&T Expo 2018 que reduzir gargalos da infraestrutura exigirá que Brasil invista 4% do PIB durante 20 anos

Brasil teria de investir 4% do PIB em infraestrutura durante 20 anos para reduzir gargalos
 Para reduzir a defasagem em termos de obras de infraestrutura no Brasil teremos de ampliar os investimentos nessa área, dos atuais 1,7% do PIB para uma média anual de 4% do PIB nos próximos 20 anos, sucessivamente. O alerta foi feito nesta terça-feira (27) em palestra na M&T Expo 2018 – 10ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, que está sendo realizada em São Paulo, pelo consultor Cláudio Frischtak, da Inter B Consultoria. “O quadro é bem crítico, pois num recente estudo feito pelo Ipea – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, hoje, nosso estoque de recursos investido em obras de infraestrutura é de 36% do PIB, quando já chegou a 60% do PIB no início dos anos de 1980, como reflexos dos elevados investimentos feitos durante o período militar”, informou.

O palestrante salienta que não se consegue reproduzir as condições existentes nos anos 60 e 70, pois, a seu ver, o Estado perdeu toda capacidade de ditar o ritmo dos investimentos. No entender de Frischtak, as principais ações para reduzirmos os gargalos da infraestrutura são: ter uma política de Estado e não de governo nessa questão; usar criteriosamente os recursos públicos; criar um ambiente de negócios com segurança jurídica e horizonte de planejamento; formar uma carteira de projetos que levem em conta análise de custo-benefício; conseguir maior envolvimento do setor privado; e desenvolver novas formas de financiamento com maior participação do mercado de capitais.

Download Press Release (PDF)