Os resultados da temporada dos leilões de Infraestrutura

Os resultados da temporada dos leilões de Infraestrutura

As concessões em média alcançaram ágio maior do que o esperado.

Todo o setor de Infraestrutura, e sua cadeia de apoio, esteve com a atenção voltada para a chamada Infra Week que, realizada entre os dias 7 e 9 de abril de 2021, teve 28 ativos concedidos à iniciativa privada.

Por meio do Ministério da Infraestrutura (MInfra), o Governo Federal realizou uma série de leilões na B3, em São Paulo.

Foram 22 aeroportos, uma ferrovia e 5 terminais portuários que esperava-se que respondessem por uma injeção de mais de R$ 10 bilhões em investimentos no Brasil e até 200 mil postos de empregos diretos e indiretos no país.

Ainda em abril, no dia 29, será aberto o leilão da BR-153/080/414/GO/TO que deve chegar a render mais de R$ 8 bilhões de investimentos e cerca de 140 mil postos de trabalho.

Nos últimos dois anos o programa de concessões do Ministério da Infraestrutura já leiloou 41 ativos. A expectativa é de que ao longo de 2021 sejam concedidos 50 empreendimentos com o objetivo de ampliar a logística de transportes no país e garantir mais de R$ 140 bilhões para o setor.

Os ativos da Infra Week

Na programação da semana de leilões estiveram:

Aeroportos
Bloco Sul: Curitiba, Bacacheri, Foz do Iguaçu e Londrina (PR), Navegantes e Joinville (SC), e Pelotas, Uruguaiana e Bagé (RS).
Bloco Norte I: Manaus, Tabatinga e Tefé (AM), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), e Rio Branco e Cruzeiro do Sul (AC).
Bloco Central: Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís e Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE).

E o Governo Federal arrecadou R$ 3,3 bilhões com o leilão dos 22 aeroportos, o que representou um ágio médio de 3.822% acima do lance mínimo inicial, a previsão é de que nos 30 anos de concessão cerca de R$ 6,1 bilhões sejam investidos.

Foram 7 interessados participantes da disputa, e o maior vencedor do leilão foi a subsidiária da CCR, que já atuava no aeroporto de Confins e agora arrematou o bloco Sul e o Central. A empresa francesa Vinci, que é responsável pelo aeroporto de Salvador, levou o bloco Norte.

Fiol - Ferrovia de Integração Oeste-Leste
Também fez parte da semana de leilões a concessão do primeiro trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste entre Ilhéus e Caetité, na Bahia, com 537 quilômetros de extensão que pretende dar vazão aos minérios recolhidos na região.

O prazo de concessão será de 35 anos, com investimentos de cerca de R$ 1,6 bilhão para a conclusão das obras, e 65 mil empregos diretos e indiretos. O arremate foi feito pela única ofertante, a Bahia Mineração, que levou a concessão pelo preço mínimo: 32,7 milhões de reais.

Portos
E para encerrar a semana, nesta sexta-feira (09/4) será feito o arrendamento de 5 terminais portuários: 4 no Porto de Itaqui (IQI03, IQI11, IQI12 e IQI13), no Maranhão, e um no Porto de Pelotas (PEL01), no Rio Grande do Sul.

As novidades você acompanha com a gente!
Para estar por dentro de tudo sobre Infraestrutura, Construção e Mineração assine nossa newsletter.
E para as melhores conexões e oportunidades no setor não deixe de acompanhar a M&T Expo – part of bauma network.